Como escolher o melhor profissional para fazer o site da minha empresa?

site da empresa como escolher o profissional

Marcar presença na internet é certamente um diferencial para empresas de todos os portes e em qualquer ramo de atuação, não acha?

Isso porque, com as condições de acesso à internet cada vez melhores entre os brasileiros — 57,5% da população acima de 10 anos já faz uso regular da internet, segundo o IBGE —, trabalhar bem no site da empresa pode ser uma estratégia de marketing extremamente eficiente.

Mas como qualquer pessoa pode construir um site a partir de plataformas prontas na internet, é preciso se manter atento a uma série de questões na hora de escolher o melhor profissional para assumir essa tarefa.

Quer saber quais são? Veja, a seguir, cinco fatores para levar em consideração antes de contratar um profissional para desenvolver o site da sua empresa!

Analise o site do próprio profissional

Esse raciocínio é simples de entender: antes de contratar um profissional ou mesmo uma empresa voltada para o desenvolvimento de sites, avalie a qualidade e o desempenho do site de quem está oferecendo o serviço.

Dessa forma, você tem uma ideia prévia do trabalho realizado e como isso pode corresponder às necessidades específicas do seu negócio.

É importante considerar alguns fatores nessa avaliação. Acompanhe!

  • O site demora para carregar?
  • A sua navegação é difícil?
  • Como é a responsividade desse site?
  • A linguagem está correta/adequada?

Vale lembrar que a responsividade é um critério muito importante ao pensar o site da empresa. Já que 69% dos internautas utilizam smartphones como principal meio de acesso à internet, em comparação com 27% que utilizam computadores, não faz sentido oferecer um produto que não se enquadre com a atual realidade do consumidor brasileiro.

Veja o portfólio e cases de sucesso

A etapa seguinte é conferir se o profissional em questão disponibilizou seu portfólio ou os seus cases de sucesso para a análise dos potenciais clientes.

Se o portfólio for longo, você já sabe que está lidando com um candidato qualificado, escolhido por diversos negócios antes do seu. O ideal é conhecer pelo menos 10 sites já desenvolvidos pelo prestador de serviços, considerando a época em que foram criados, e ver se eles cumprem os requisitos de funcionamento já citados no tópico anterior.

Os cases de sucesso, por outro lado, são aqueles trabalhos marcantes que são ressaltados para que os futuros clientes conheçam o projeto em todas as suas fases de criação e desenvolvimento. A partir deles, você pode visualizar os diferentes temas e layouts utilizados em cada caso particular.

O site da sua empresa vai contar com muitas imagens? Ou você vai lidar com muito conteúdo multimídia? Veja como esses fatores foram resolvidos nos trabalhos anteriores. Se o resultado final agradar, passe para a próxima etapa.

Busque referências

Muitas vezes, um prestador de serviços pode até oferecer um ótimo produto final, mas também apresentar problemas como atendimento ruim, descumprimento de prazos ou alteração constante dos preços.

Portanto, veja o que os clientes anteriores têm a dizer sobre o profissional cotado para desenvolver o site da sua marca. De modo geral, empresas e profissionais que tenham bons relacionamentos com os clientes não terão problema em compartilhar contatos e referências para que você conheça melhor os seus serviços antes de fechar negócio.

Um bom começo é conseguir cinco contatos de antigos clientes e perguntá-los sobre algumas questões.

  • Prazos: o prestador de serviços costuma cumprir os prazos de entrega de layout, programação e componentes?
  • Qualidade de atendimento: o possível candidato a criar o site da sua empresa é proativo? Ele costuma estar disponível para esclarecimento de dúvidas ou resolução de problemas? Qual é o grau de conhecimento técnico dele sobre a sua área de atuação específica?
  • Retorno sobre investimento: o site está cumprindo o que foi previsto sobre atração de novos clientes?
  • Suporte e manutenção: é fácil contatar o prestador de serviços em caso de problemas? A manutenção ocorre nos prazos determinados?
  • Orçamento: o profissional explicou toda a estrutura e os componentes inclusos no site que será desenvolvido na hora de fechar o orçamento? Caso isso não seja feito previamente, pode ser que você esteja pagando por uma funcionalidade que nem mesmo será incluída no projeto. Outra hipótese é ter de desembolsar uma quantidade mais alta do que o previsto para preencher todos os requisitos esperados no seu site.
  • Rotatividade: seu candidato tem muitos clientes fiéis? Um grande índice de rotatividade pode estar ligado a problemas ou serviços ruins.

Feito isso, é hora de avaliar a reputação do prestador de serviços online.

Conheça a reputação do profissional online

Até aqui, você já vai ter uma ideia sobre os serviços prestados e a qualidade do relacionamento desse profissional com os clientes. Por isso, o passo seguinte é conferir a reputação online do candidato a criar o seu site e como ele costuma se posicionar nas redes sociais.

Avalie com calma como se dá a interação do profissional com o público e seus clientes em potencial e, principalmente, veja a forma como ele lida com as reclamações. Como problemas acontecem com qualquer prestador de serviços, por melhor que ele seja, a capacidade de resolver adversidades e lidar com reclamações é um diferencial.

Outra saída é contar com a ajudinha de algumas ferramentas da internet para avaliar a reputação do candidato. No site Reclame Aqui, por exemplo, é possível verificar se existem reclamações pendentes ou problemas recorrentes no trabalho dele.

Cheque os serviços prestados

Se você busca alguém para criar o site da empresa, vai precisar de um prestador que ofereça exatamente aquilo que precisa, certo?

Por isso, antes de fechar negócio, cheque com o profissional em questão a possibilidade de o site evoluir futuramente e hospedar um blog ou e-commerce. Dessa forma, você garante que não vai se deparar com despesas maiores do que esperava quando quiser evoluir os seus negócios online.

Questione também a natureza do provedor que vai hospedar o seu site, se vai oferecer todo o espaço necessário para armazená-lo e, no caso das lojas virtuais, se a hospedagem oferece compatibilidade com o protocolo SSL.

Se o profissional preencher todos os critérios específicos do seu negócio, você evitará preocupações futuras e garantirá a qualidade do site da empresa.

E então, gostou deste post? Quer continuar acompanhando conteúdo de qualidade sobre criação e desenvolvimento de sites? É fácil: assine a nossa newsletter e receba sempre as nossas atualizações!

Posts relacionados

Como é o processo de criação de um site? Criar um site pode soar como uma tarefa assustadora, especialmente para quem não possui experiência. Se você precisar ir além das funções mais básicas...
Quais as vantagens de criar um aplicativo para sua... O que você vai fazer hoje para aumentar as vendas da sua empresa? Essa certamente não é uma pergunta fácil de responder, mas, ainda assim, tira o sono...
Desenvolvimento de sites: qual a importância de te... Quando for criar a página da sua empresa na internet, exija sempre total autonomia sobre ela. O desenvolvimento de sites é uma área com empresas de to...

Comentários

comentários