As 7 métricas de marketing digital fundamentais que você precisa saber

métricas de marketing digital: ilustrando definição das métricas

As métricas de marketing digital são ferramentas essenciais. Afinal, elas podem revelar a eficiência das campanhas e auxiliar no direcionamento de uma estratégia

Com as métricas certas, é possível saber exatamente qual o grau de interação do público com uma campanha, normalmente em tempo real. Isso que permite que ajustes sejam feitos para maximizar os resultados finais.

Neste artigo, listaremos as métricas mais importantes do marketing digital e explicaremos a função de cada uma delas e por que devem ser acompanhadas. Acompanhe!

1. CTR (Taxa de Cliques)

Também chamado de click-through-rate, o CTR ou taxa de cliques é uma métrica bem relevante para o gerenciamento de uma campanha de marketing digital. Com essa informação, é possível descobrir quais ações estão capturando a atenção do público e qual elemento delas está sendo mais eficiente.

Com base nesses resultados, é possível ajustar em tempo real os aspectos dessa campanha, modificando imagens ou palavras-chave para testar e descobrir o que funciona melhor para determinado objetivo.

A taxa de cliques é obtida com a seguinte equação: número de cliques registrados dividido pelo número de impressões ou visitas e multiplicado por 100.

2. CPC (Custo por Clique)

Além da taxa de cliques, saber quanto cada uma dessas interações custou em dinheiro é algo importante para otimizar a estratégia de marketing. Algumas ações, como marketing de conteúdo em blogs, por exemplo, podem atrair a atenção por um custo menor que outras, e isso pode ser útil para direcionar os investimentos da maneira mais inteligente possível.

O cálculo do CPC é feito com o custo da ação dividido pelo número de cliques obtidos nela.

3. CAC (Custo de aquisição por cliente)

O custo de aquisição por cliente é uma das métricas de marketing digital mais importantes: ela vai definir exatamente quanto o setor gasta para conquistar um consumidor — o que é essencial para verificar a sua eficiência.

Quando uma ação possui um CAC alto, pode ser que o investimento feito no marketing não seja pago pelo consumo desse cliente, o que faz com que o negócio se torne inviável.

Para ser considerada cara ou barata, uma ação precisa ter seu CAC medido. Algumas vezes, algo que exija um investimento relativamente alto pode justificá-lo com um custo de aquisição baixo, enquanto ações que gastam pouco, mas apresentam um CAC elevado, são desperdício de recursos.

Para o cálculo do CAC, é preciso somar todas as despesas e os investimentos em marketing e vendas durante um período pré-determinado, e depois dividir esse valor pelo número de novos clientes adquiridos.

Em algumas empresas, o CAC é calculado apenas com os recursos de marketing destinados diretamente à aquisição de novos clientes, já que existem ações e estratégias da área com outros objetivos, como o endomarketing. Mas, para boa parte das organizações, todos os investimentos da área são somados normalmente.

4. Ticket médio

O ticket médio é uma métrica que determina quanto cada cliente gasta, em média, com os produtos de uma empresa. Existem algumas variações do período de abrangência do ticket médio: para alguns negócios da área de varejo, ele é calculado como o gasto total de um cliente em uma compra.

Já empresas que prestam serviços costumam determinar como ticket médio o quanto é gasto pelo cliente ao longo de um período pré-determinado, como um mês.

Existe uma relação muito direta entre ticket médio e custo de aquisição por cliente (CAC): se o ticket médio é inferior ao quanto foi gasto para atrair esse consumidor, a empresa não está lucrando, e será preciso pensar em formas de aumentar o primeiro e reduzir o segundo.

Para calcular o ticket médio, basta dividir a receita total de um período pelo número de clientes neste mesmo período. Se para a empresa for mais relevante saber o ticket médio de cada compra única, a equação será a receita total de um período dividida pelas compras únicas realizadas nele.

5. LTV (Valor de tempo de vida do cliente)

Essa é uma métrica diretamente relacionada aos já citados CAC e ticket médio. O LTV, que também é chamado de Lifetime Value ou valor do tempo de vida do cliente é uma mensuração do período médio que um cliente investe em um produto ou serviço ao longo de toda a sua relação com ele.

Essa mensuração é bem relevante para empresas de serviços recorrentes, em que pode demorar um tempo para que o custo de aquisição do cliente seja pago.

Para calcular o LTV, basta multiplicar o ticket médio pelo tempo médio de retenção dos clientes.

E, para isso, será necessário utilizar uma mesma unidade de tempo sobre as duas variáveis. Se for um ticket médio mensal, por exemplo, é necessário multiplicá-lo pelo número médio de meses de retenção dos clientes para chegar ao LTV.

6. CPL (Custo por Lead)

Um lead é um cliente potencial que já foi atraído por uma estratégia de marketing digital. Ele ainda não é um consumidor, mas já está começando seu engajamento com a marca. Se essa relação for bem conduzida, o lead se converte em consumidor quando chega ao fundo do chamado funil de vendas.

Apesar de não ser um demonstrativo tão objetivo de eficiência como o CAC, o CPL pode revelar se, em algum momento do processo, existe algum tipo de gargalo.

Se o CPL é baixo e o CAC é bem mais elevado, pode ser que algo na estratégia de marketing digital ou no setor de vendas esteja falhando em converter os clientes; ou então pode ser que aqueles atraídos não sejam efetivamente o público do serviço ou produto oferecido.

O CPL é igual ao investimento total da campanha dividido pelo número de leads gerados.

7. ROI (Retorno sobre investimento)

O ROI, ou retorno sobre investimento, é uma métrica relevante para praticamente qualquer tipo de atividade em um negócio. Ela trata do valor que determinada ação ou estratégia rende em relação ao quanto foi investido nela.

É uma mensuração fundamental para compreender o lucro e a geração de valor na empresa. No marketing digital, é possível medir com bastante precisão o ROI, pois, com a utilização das outras métricas citadas neste artigo, a compreensão do retorno das ações fica clara.

É possível aferir o ROI tanto de ações isoladas quanto da campanha ou até da estratégia de marketing digital como um todo. E é interessante medir o retorno sobre o investimento em todas essas camadas.

Algumas vezes, o retorno de uma ação isolada não é tão alto assim, mas o papel que ela exerce é essencial para a estratégia, e isso será refletido no ROI da campanha.

Para calcular essa métrica, basta aplicar a fórmula de que retorno sobre investimento é igual a receita menos custo dividido pelo custo e multiplicado por 100.

E agora que você conheceu algumas das métricas de marketing digital mais importantes, que tal curtir nossa página no Facebook e ficar por dentro dos melhores conteúdos sobre o tema? Esperamos você!

Posts relacionados

Erros em site: conheça 5 que a sua empresa deve ev... Não é nenhum segredo, uma página bem construída é algo essencial para sua estratégia de marketing digital. Porém, alguns erros no site podem custar ca...
Gerente de Vendas e Marketing: 6 competências dess... Sabemos que, para uma empresa crescer e ter sucesso, seus setores precisam trabalhar de forma harmônica. Contudo, na prática, nem sempre é assim. Não ...
Marketing Digital e Inbound Marketing: como implem... Marketing Digital e Inbound Marketing são dois termos cada vez mais ouvidos no meio empresarial e são muito mais do que uma moda passageira: com resul...

Comentários

comentários